quinta-feira, junho 24

O diálogo d'alma


Hoje acordei com uma estranha sensação que tripudia meus Eu(s), precisando, então, de um certo alguém que pudesse explicitar : Fala que te escuto!
Como esse ser é um sonho implícito, uma parte de mim subjacente de sentimentos, descobri que esse não existe...
Mas talvez precisaria de apenas uma confirmação:
-Escuta, eu te deixo ser.
-Deixe-me ser então!
Uma parte de mim desabafa, a outra tolera.
Sim, cortei-me em duas - o lado mal do anjo e o lado bom do diabo, a desordem harmoniosa e a ordem do colapso!
Livro-me dessa sensação obscura e desconfortante de querer falar, só assim suportar o sufocar dessa ideia...
-Então, escrevo pra quem?
-Para outra parte de mim entender.
-Entender o que sou ?
-Não encontro respota: apenas sou!
-Mas sou o quê?
-A resposta é apenas : sou!

6 comentários:

Tatiana disse...

Meu conflito interno...
Acho q fico tanto tempo sozinha que acabo me deparando comigo mesma eheheheh

Marcelo Mayer disse...

esquizofrenia poética?

Tatiana disse...

Total!!

Guilherme Balista disse...

Às vezes eu também sofro desse mal! Acabei criando um mundo alternativo para resolver os meus problemas HUAHSAU

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Tatiana,

Nós somos o que somos sem nenhuma explicação.

Seu texto ficou show!

--------------------

Chega final de semana e lá vem minha vontade de compartilhar coisas que acho interessantes. "Locks of love" fica na Coreia do Sul, numa torre em Seul, onde você escreve o seu nome e o nome da pessoa que você ama, coloca na cerca e joga a chave fora. E assim são as criatividades pelo mundo afora:

Veja algumas fotos:

http://www.flickr.com/search/?q=seoul%20tower%20love%20locks&w=all&s=int

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Tatiana disse...

Oi querida, eu conheço esse trabalho! Em todas cidades italianas eu vi! Principalmente nas pontes, tirei bastante fotos, vou coloca-las aqui quando falarei da expedição Italia.
bjs obrigada pelo carinho!