sábado, abril 26

ARTEfatos

quadro do Dejah

Um post anterior, falei da essência e como é essencial... Volto com outro post que, categoricamente venho prestigiar mais um artista da cidade e é nessa agitada e badalada (até novela das 6 foi gravada dentro da maior potência regional CSN - aliás da Am. Latina) que venho me construindo! Ou posso dizer: a cidade que se constrói em mim!
Os dias são assim, ou quase assim: Depois de uma maratona que começa às 8:00 da matina estendendo às 22:20 vou pra casa, dessa rotina que me faz andar mais rápido e de cabeça baixa querendo instintivamente chegar no local onde sou acolhida, onde ponho minha cabeça pra pensar, onde sem pedir muito - tomo um banho, uma espécie de ritual de purificação, para assim, me entregar ao canto semanal... para começar e ao menos, finalizar alguma coisa!
Um outro dia foi assim: Resolvi levantar a cabeça, resolvi andar um pouco mais devagar, abstraindo qualquer tipo de movimentação exterior, nenhum barulho me abalava (não me lembro se foi na ida ou na volta de casa), passo todos os dias perto do Zélia Arbex, uma casa de exposição que dá espaço para nossos artistas... Parei, olhei, olhei e fui embora...
Como de costume, chego em casa, faço o ritual de purificação, me entrego ao espaço sossegado e percebo mudanças (obaaa - e são elas que me fazem entender e por vezes, não entender).
Dia seguinte combinei com o Dudu: vamos entrar no Zélia Arbex pq tem quadros interessantes por lá... e não é que nos apaixonamos por dois, eis o que está aqui e o do Bob Marley...compramos assim, sem pensar muito - e tivemos a oportunidade de conhecer o André - Dejah - e não é que um "menino" de dread e de chinelo de dedo nos revelou (sem falar muito) que era puro prazer tudo aquilo que fazia e que esse foi alimentado nos muros da cidade.
O grafite saiu das ruas e tomou conta das galerias de arte. Sendo assim, fiquei absurdamente encantada, nunca vi de perto, e agora está tão perto - na sala, assim como o quadro das Negrinhas do D´ornellas.
...Volto com a rotina e percebo que venho construindo outras...
Uma espécie de ARTEfatos, subterfúgios, ou algo assim, ou nem tão complicado assim...
Até

3 comentários:

Gardagami disse...

See Please Here

Anônimo disse...

Tem toda razão cara amiga, nosso tempo as vezes é tão corrido que mal olhamos tais belezas a nossa volta. Até que um dia, muito especial, resolvemos dar uma respirada e não é que nos deparamos com belas paisagens e surpresas agradáveis!!! Te desejo mais momentos assim como este de total interação e profunda observação!!! Super abraço!!
Também adorei seu espaço bem original e criativo!!

Andrea RD disse...

Tem toda razão cara amiga, nosso tempo as vezes é tão corrido que mal olhamos tais belezas a nossa volta. Até que um dia, muito especial, resolvemos dar uma respirada e não é que nos deparamos com belas paisagens e surpresas agradáveis!!! Te desejo mais momentos assim como este de total interação e profunda observação!!! Super abraço!!
Também adorei seu espaço bem original e criativo!!